du Contra: História de M.F.W. - Quarta Parte

terça-feira, 7 de março de 2006

História de M.F.W. - Quarta Parte

Schönheit pois Meister em uma das cadeiras e sentou na poltrona. Sem tirar o olho da tela, começou a falar.

- Cada criança que nasce em Atenalp tem um chip biologicamente implantado no cérebro, que envia suas atividades para nossa central. Provavelmente você está entendendo muito pouco do que estou falando, tem alguma dúvida?

- Na verdade - começou Meister -, tenho notado esse pote com escorpião dentro presente em diversos lugares hoje, e nossa, estou falando absurdamente certo!

- Pense! - e agora olhando para cara do menino, aumenta seu tom de voz - Eu disse que no momento você estava dormindo no sofá de sua casa, eu falei de um chip no cérebro de crianças, você é uma criança! Isso é tecnologia, nada mais que um programa de computador simulando e enviando estímulos para seu cérebro.

- Mas - interrompe Meister -, e os potes? Continuo sem entender...

- Programas de computadores - volta a falar Oberste - são feitos por humanos, o pote de vidro cheio de um líquido amarelado com um escorpião é a marca da equipe de desenvolvedores que escreveu este.

- Eu falo bem errado normalmente. Na verdade, eu quase nem tentaria falar palavras com mais de duas sílabas.

- Outra particularidade deste programa: ele facilita a comunicação entre seres. Não te expliquei isso desde o começo porque não acreditaria, talvez nem entederia. Temos que esperar a hora certa para tudo. Agora acordará em sua casa.

Então Meister abriu os olhos, levantou do sofá, e foi pedir para alguém preparar um copo de leite com achocolatado.
Bebeu.

----

Primeira parte
Segunda parte
Terceira parte

postado por Zeca Daidone - 17:51 -

1 Comentários:

Anonymous Eve:

oie td bem!!!bom em primeiro lugar quero dizer que estou grata por ter comtribuido meu coments e queria que vc visitasse meu blog de novo pq eu atualizei ele!bjaum e gostei dos seus post!!!
bjim e fui.
by eve..

março 08, 2006 4:48 PM

 

Postar um comentário

<< Home

o que era pra ser?

Blog feito para expressar opiniões que eram para ir contra a maioria da sociedade, mas acabam sem expressividade e não expressam nada com expressão mesmo. Então o objetivo é propagar informações e/ou qualquer coisa que talvez não sejam muito informativas, mas o principal e quem sabe até real motivo é servir como uma válvula de escape de uma criatividade extremamente fértil, que infelizmente de vez em quando não é bem direcionada. Por enquanto.

quem acho que sou?

cluster / josé a. daidone neto

Estudante de Engenharia de Computação na UFSCar, 22 anos de idade, inquieto quando era para ficar quieto e quieto quando era para inquietar-se, tenta estar animado mesmo diante dos piores cenários para nosso incerto futuro. Saiba mais aqui

Gosta muito de ler, de computadores, internet, desenhos animados, séries (mas não as numéricas), filmes de ação e de aventura, ama o seu quarto e é viciado em Pink Floyd, mas tem ouvido muita coisa ultimamente.

Não gosta de várias coisas, como por exemplo ter que repetir o que disse após um 'oi?' ou simplesmente perder um gol durante a educação física (isso não existe mais, enfim). Em tempos de universidade, não gosta de ter que dedicar tanto a teoria matemática e perceber que toda sua criatividade e tempo livre cada vez são menores. Também não gosta de ter que lembrar o que não gosta.

siga este caminho

nostálgico passado

li, gostei, recomendo

feed - sirva-se

outros

Powered by Blogger

Image 

hosted by Photobucket.com

BlogBlogs.Com.Br