du Contra: Força de vontade

quinta-feira, 28 de setembro de 2006

Força de vontade

Eu relaciono força de vontade fundamentalmente com não ter preguiça. O grande problema é que se tem uma coisa que eu tenho de SOBRA é preguiça. Ou seja, força de vontade não é meu forte.

Um exemplo que pode ilustrar isso muito bem aconteceu na terça-feira passada. Eu precisava estudar química, pois teria uma prova bem das difíceis na quarta. Já eram 21h30 e eu não tinha nem aberto o livro, mas tive um pouco de consciência e saí do computador, tomei um banho, fui pra cama, peguei o livro e tive a (brilhante!) idéia de ver o que estava passando na TV.

Feliz azar, estava começando a final d'O Aprendiz 3! Não tinha como eu perder, acompanhei todos os dias, então deixei pra estudar depois. Mais ou menos no meio do programa, eu já havia desistido de estudar. Mas quando acabou, fiquei motivado: pessoas que realmente tinham se dedicado haviam conseguido o que queriam e subiram na vida, as palavras do Justus mudaram meu modo de pensar, eu estava pronto para estudar. Foi quando fiquei com sono e preferi dormir.


- Está demitido!

Não sei o motivo dessa minha excessiva preguiça. Só sei que isso ocorre muito mais quando a coisa que preciso fazer me beneficiará mais do que quando preciso fazer coisas para outras pessoas. E tem me prejudicando muito.

Sei que não é uma coisa que afetará um futuro emprego, pois como disse, quando é para fazer algo que não é só para me beneficiar, eu tenho uma boa responsabilidade e sou muito eficiente. Mas, por exemplo, vai me prejudicar bastante nos vestibulares* que prestarei esse ano.

Sou muito exigente comigo mesmo, mas acabo não respondendo essa exigência e não tenho punição por isso. Se sou meu patrão, eu deveria me auto punir. Então vem de novo a maldita força de vontade. Se eu não me punir, quem vai me punir por não estar sendo punido?

Provavelmente isso se deve a uma frustação em meu passado, como em um natal em que houve um amigo secreto gigante com a família e amigos dos meus pais. Era um amigo secreto do tipo que você botava o presente que queria ganhar, e eu escolhi um boneco ARTICULADO do Buzz Lightyear, meu super-herói favorito. Eu queria uma réplica do Buzz que aparecia no Toy Story, queria um Buzz que, quando eu apertasse um botão no braço dele, ele falasse "Ao infinito e além!" (To infinity, and beyond!). Queria um Buzz que ao menos tivesse um capacete.

Mas não, eu ganhei um mini-brinde ESTÁTICO mal pintado por crianças chinesas que ganham 1 (hum) dólar ao dia.


- I'm Buzz Lightyear. I come in peace.


---

* Pretendo prestar Fuvest (Engenharia - São Carlos), Unicamp, Unifei e Ufscar. Todos para o curso Engenharia da Computação.

postado por Zeca Daidone - 22:30 -

6 Comentários:

Anonymous tonto:

pense pelo lado positivo, pelo menos vc colocou uns 15 cents no bolso de uma criança chinesa!
:B

setembro 28, 2006 10:48 PM

 
Blogger Cluster:

Menos, bem menos.

Cada criança faz uns 200 mini-brindes por dia. :P

setembro 28, 2006 10:50 PM

 
Anonymous cavz:

com certeza.
um certo chines anão preto imigrante me contou uma certa vez que ele ganhava mt menos que 15 cents quando trabalhava pintando replicas miniaturizadas de personagens da disney

setembro 29, 2006 6:03 PM

 
Anonymous tina oiticica:

É bastante comum ter sono demasiado durante a puberdade, assim como é comum tender à procrastinação. O jovem se julga imortal, imbatível, não a nível consciente mas é assim. Por isso não dão certo as campanhas avisando sobre males futuros do cigarro ou maconha ou birita.

Você pode usar meios de auto-ajuda que incluem: poster de metas ou calendários com um sistema de colocar um V para cada um alcançado. É sempre melhor algo que parta de você. Comece que nnao é difícil. Vestibular, já.

Você saberia de algum programa de reconhecimento oral para substituir teclagem e que fosse pra português e para Macintosh? Já arrumamos um em inglês mas falta português. Obrigada, e passa lá no meu blog, o velho ou o novo e me diz o que vocie quer de aniversário, falou? 25/9 mas andei doente, para variar.

outubro 01, 2006 2:58 AM

 
Anonymous Dark:

heUAHeiuee. n sei de quem riu mais..

outubro 02, 2006 8:40 PM

 
Anonymous Fack:

"Mas não, eu ganhei um mini-brinde ESTÁTICO mal pintado por crianças chinesas que ganham 1 (hum) dólar ao dia."

Hahahaha!

outubro 03, 2006 5:59 PM

 

Postar um comentário

<< Home

o que era pra ser?

Blog feito para expressar opiniões que eram para ir contra a maioria da sociedade, mas acabam sem expressividade e não expressam nada com expressão mesmo. Então o objetivo é propagar informações e/ou qualquer coisa que talvez não sejam muito informativas, mas o principal e quem sabe até real motivo é servir como uma válvula de escape de uma criatividade extremamente fértil, que infelizmente de vez em quando não é bem direcionada. Por enquanto.

quem acho que sou?

cluster / josé a. daidone neto

Estudante de Engenharia de Computação na UFSCar, 22 anos de idade, inquieto quando era para ficar quieto e quieto quando era para inquietar-se, tenta estar animado mesmo diante dos piores cenários para nosso incerto futuro. Saiba mais aqui

Gosta muito de ler, de computadores, internet, desenhos animados, séries (mas não as numéricas), filmes de ação e de aventura, ama o seu quarto e é viciado em Pink Floyd, mas tem ouvido muita coisa ultimamente.

Não gosta de várias coisas, como por exemplo ter que repetir o que disse após um 'oi?' ou simplesmente perder um gol durante a educação física (isso não existe mais, enfim). Em tempos de universidade, não gosta de ter que dedicar tanto a teoria matemática e perceber que toda sua criatividade e tempo livre cada vez são menores. Também não gosta de ter que lembrar o que não gosta.

siga este caminho

nostálgico passado

li, gostei, recomendo

feed - sirva-se

outros

Powered by Blogger

Image 

hosted by Photobucket.com

BlogBlogs.Com.Br