du Contra: Ave Férias!

terça-feira, 4 de julho de 2006

Ave Férias!

Os mais otimistas diriam que chegou na hora exata, os pessimistas que passou da hora. Eu prefiro dizer que, apesar da demora, nunca é tarde para férias. Quanta prova! Quanta matéria! Estava precisando...

Essas tem um sabor diferente para mim, minhas últimas férias na escola 'normal'. Sabor diferente também por que tô cheio de coisas para fazer.

Normalmente antes mesmo de começar o mês de férias, eu já sentia o tédio batendo. Chegava na metade, e começava a ficar louco, quase não aguentava mais o computador, até que minha mãe dava um jeito e a gente ia pra praia ou sítio. Piorou, né? No começo é bom, pois são coisas novas, mas chega uma hora que vira rotina, e como toda rotina, fica chato, muito chato.

Essas férias não começaram muito diferentes, mas como tenho tantas coisas planejadas, o sentimento tedialista não está me afetando.

Os dois primeiros dias foram pra eu botar o sono em dia, fui dormir as nove da noite e acordei só uma hora da tarde do dia seguinte. A partir do terceiro o fuso-horário não-escolar já tinha me dominado. Dormir às quatro, cinco da manhã e acordar as duas da tarde.

Quanto as coisas à fazer que já estão marcadas, estou batendo um recorde. Além passar uma semana em Porto Seguro, o que já seria um mega-avanço, já estão marcados um jogo de pôquer com amigos (e pretendemos marcar outros), e um jogo de, acredite se quiser, futebol! Claro que não fica só nisso, por exemplo, nunca minha lista de livros que quero ler foi tão grande, espero diminuí-la um pouco nos tempos de ócio.

Estou cheio, também, de filmes e seriados para assistir. Lost, Prison Break e vários episódios de Chaves estão me esperando e ocupando espaço no meu HD. Filmes também, comecei a fazer uma listinha dos bons que as pessoas me recomendam, e isso tem ajudado muito na hora de alugar.

Claro que mesmo com tanta coisa pra fazer, tem hora que não tenho vontade de fazer nada disso, muito menos ver televisão. Então esses dias, numa dessas horas, eu lembrei da época das aulas aulas de espanhol na oitava série, e fiz umas bolinhas de papel que mais tarde foram apelidadas de 'mãe' ou 'graça'.


Não ficaram tão redondas, mas tão pesadinhas.

Agora o jeito é aproveitar, pois em agosto a coisa vai começar a ficar feia.

postado por Zeca Daidone - 17:26 -

3 Comentários:

Anonymous PepsiFry:

Pois é, melhor aproveitar as férias mesmo... e o nosso joguinho de poker texano.

julho 04, 2006 6:13 PM

 
Anonymous Anônimo:

TUS CUS SÃO TUS

julho 05, 2006 1:39 AM

 
Anonymous ton:

Foram essas bolinhas q o carlao (o da napa) pego de vc? :B
axo q ja ouvi vc falando alguma coisa assim pro dark, sei la.
e ow, temos q assistir nigus impossible III no cinebragança ;D
teh mais

julho 06, 2006 1:02 AM

 

Postar um comentário

<< Home

o que era pra ser?

Blog feito para expressar opiniões que eram para ir contra a maioria da sociedade, mas acabam sem expressividade e não expressam nada com expressão mesmo. Então o objetivo é propagar informações e/ou qualquer coisa que talvez não sejam muito informativas, mas o principal e quem sabe até real motivo é servir como uma válvula de escape de uma criatividade extremamente fértil, que infelizmente de vez em quando não é bem direcionada. Por enquanto.

quem acho que sou?

cluster / josé a. daidone neto

Estudante de Engenharia de Computação na UFSCar, 22 anos de idade, inquieto quando era para ficar quieto e quieto quando era para inquietar-se, tenta estar animado mesmo diante dos piores cenários para nosso incerto futuro. Saiba mais aqui

Gosta muito de ler, de computadores, internet, desenhos animados, séries (mas não as numéricas), filmes de ação e de aventura, ama o seu quarto e é viciado em Pink Floyd, mas tem ouvido muita coisa ultimamente.

Não gosta de várias coisas, como por exemplo ter que repetir o que disse após um 'oi?' ou simplesmente perder um gol durante a educação física (isso não existe mais, enfim). Em tempos de universidade, não gosta de ter que dedicar tanto a teoria matemática e perceber que toda sua criatividade e tempo livre cada vez são menores. Também não gosta de ter que lembrar o que não gosta.

siga este caminho

nostálgico passado

li, gostei, recomendo

feed - sirva-se

outros

Powered by Blogger

Image 

hosted by Photobucket.com

BlogBlogs.Com.Br